Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

O Desportivo das Aves perdeu (2-1) no seu reduto com o Freamunde e foi ultrapassado na tabela classificativa da Liga de Honra.

 

À 16ª jornada, o Desportivo das Aves soma 18 pontos, contra 20 do Freamunde, mais uma vez não soube aproveitar o factor casa (duas vitórias, quatro empates e três derrotas) e já não vence desde a 11.ª jornada.

 

Também em termos de um eventual desempate entre as equipas por confronto directo, a vitória de hoje do Freamunde dá-lhes vantagem, já que na primeira volta também empataram, mas a zero golos.

 

O Freamunde marcou logo no primeiro minuto, por Romaric, que desviou de cabeça um livre do lado direito.

 

Num relvado em péssimo estado, o Desportivo das Aves sentiu o golo sofrido, mas foi ganhando ascendente sobre o Freamunde, que raramente ultrapassava o meio-campo.

 

Aos 12 minutos, Luisinho antecipou-se a Tó Figueira, mas a tentativa de chapéu saiu ao lado e aos 28 e 35 minutos Pedro Pereira criou dois lances perigosos, aos quais João Silva não conseguiu dar seguimento.

 

Os visitantes responderam com um cabeceamento perigoso, mas por cima, de Bertinho (34 minutos), que, pouco depois (36), foi derrubado por Tiago Valente dentro da área: Jorge Sousa não marcou a correspondente grande penalidade.

 

No minuto seguinte, o Desportivo das Aves chegou ao empate: Luisinho centrou a meio do meio-campo e João Silva, completamente sozinho na área, cabeceou sem hipóteses para Tó Figueira.

 

O Desportivo das Aves ameaçou virar o resultado logo a seguir (40 minutos), mas o guarda-redes do Freamunde estava atento e travou o remate enrolado de Sérgio Nunes.

 

Ainda antes do intervalo (42 minutos), os “capões” voltariam, no entanto, ao comando do marcador, com um bom golo de cabeça do avançado brasileiro Cascavel - filho da antiga glória do Vitória de Guimarães e Sporting -, após centro da esquerda.

 

A segunda parte abriu com um livre directo de Brandão (48 minutos), que Rui Faria desviou bem para canto, e prosseguiu com muita luta e cada vez menos discernimento dos jogadores do Desportivo das Aves para chegarem ao empate.

 

O treinador avense, Micael Pereira, abriu a frente de ataque e o Desportivo das Aves só não empatou porque Tó Figueira fez uma grande defesa a remate de Pedro Pereira (73) e, já em período de descontos (90+2), Bruno Severino desperdiçou uma boa ocasião para alvejar a baliza.



publicado por domifer às 15:32
Entre Ambos-os-Rios
mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



arquivos
2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO